O dia de ser triste chega sem avisar
Tenho vontade de ir pra casa
De chorar à toa
De ficar sozinho
De dormir logo e rápido
De não ser visto nem notado
De não ter que rir sem vontade
De não falar com ninguém
De não me sentir culpado por estar triste
De não ser o "desmancha-prazeres"
De não ser chato
No dia de ser triste tenho medo
Morro de medo de ter minha tristeza notada
Tento escondê-la a qualquer custo
Meu recurso é ficar quieto
Falar o mínimo que posso
Desligar o telefone
Não consultar o WhatsApp
No dia de ser triste eu lamento
Lamento pela minha esposa
Lamento pelos meus filhos
Lamento pelos meus amigos
Lamento a vida que não está sendo
Pela que poderia ser
No dia de ser triste eu falo baixo
Falo devagar
Não me envolvo em polêmicas
Acho quase tudo chato
Desnecessário
Bobagem
No dia de ser triste não quero que as pessoas saibam
Minto nas redes sociais
Deixo de fazer a barba
Não tomo banho
Meus olhos ficam vermelhos
Minha mente infrutífera
Paciência esgotada
Fome de passarinho
No dia de ser triste eu vivo
Existo
E é só

Conheça o livro Quando a gente muda

Contato e comentários: danielglimajr@gmail.com

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Photo by Tra Nguyen on Unsplash